Black Friday e Cyber Monday: como aproveitar para vender mais na sua empresa?

Equipe BDMGEquipe BDMG - 7 de novembro de 2019.

A Black Friday é a data mais esperada do ano, tanto pelas empresas quanto pelos consumidores. No Brasil, as vendas só aumentam a cada ano: só no e-commerce, o faturamento em 2018 atingiu cerca de R$ 2.6 bilhões.

Neste ano, a sexta-feira de promoções cai no dia 29 de novembro — e o período de ofertas e promoções de vendas deve cobrir todos os dias até a segunda seguinte, quando acontece a Cyber Monday.

Ainda faltam algumas semanas para a data, mas, justamente por isso, preparamos essas dicas e estratégias de vendas para sua pequena empresa, para que você tenha tempo de aprender e se preparar para a Black Friday que vem aí.

Como definir o preço de um produto e serviço?

Antes de saber quanto dar de desconto, é fundamental determinar um preço para o seu produto que, antes de mais nada, traga resultados para o seu negócio.

As ofertas de serviços também podem entrar na Black Friday! Consultores podem oferecer descontos para quem fechar contratos durante o período, restaurantes podem fazer promoções para quem for acompanhado, academias podem isentar a matrícula para novos alunos e por aí vai.

Por isso, se você precisa de ajuda para determinar ou avaliar o preço que está cobrando por um produto e serviço, aproveite o nosso passo a passo sobre precificação aqui.

Como fazer uma boa oferta na Black Friday?

O maior atrativo da Black Friday é a queda nos preços. Por isso, o planejamento é essencial. Com tempo hábil, você pode negociar com fornecedores, garantir o estoque, programar a dinâmica das entregas e assegurar o melhor desempenho para sua empresa nesta data.

As ofertas e promoções de vendas devem ser calculadas de maneira a beneficiar tanto a sua marca, quanto seus clientes. Também vale ter em mente que, das pessoas que nunca fizeram uma compra na data, 38% não confiam nas ofertas e 30% dizem que as promoções não compensam — de acordo com a pesquisa Provokers de julho de 2018.

Muitas pessoas desconfiam das promoções que são feitas, e isso reflete o estigma da “Black Fraude”, em que as empresas são acusadas de inflar os preços antes da sexta-feira e promover “falsos descontos”. Transparência, então, é fundamental para o seu negócio.

Se você quer aprender como fazer ótimas ofertas e garantir bons resultados, confira aqui.

Como oferecer o melhor atendimento para o cliente?

Reduza ao máximo todos os pontos de atrito desde a descoberta do seu produto/serviço até a compra.

Para isso, por exemplo, você pode oferecer métodos de pagamentos diversos, exibir claramente os preços e descontos dos seus produtos/serviços para não causar confusão entre os clientes, ter um site responsivo com um tempo de carregamento rápido das páginas na sua loja virtual, entre outras coisas.

É importante que você elimine todas as fricções (aquilo que causa frustração durante a compra do seu produto/serviço) para aprimorar a experiência dos consumidores com a sua marca. Assim, você tira do caminho problemas que podem afetar suas vendas durante o período da Black Friday.

Preciso investir no meu estoque para atender a demanda?

Confira o estoque e verifique se há quantidade suficiente de produtos para atender o aumento previsto na demanda.

Caso não haja, é importante que você invista na ampliação do seu estoque. Quando o cliente não encontra o produto ofertado que deseja, além de ser uma situação desagradável, pode abalar a relação e a confiança que ele tem na empresa.

Se o seu estoque depende de um fornecedor, ou se o seu produto é criado por você mesmo ou pela sua equipe, leve em consideração o aumento da demanda que seu negócio vai experimentar nessa época do ano.

Também vale negociar com os fornecedores melhores condições de preços e prazos para sua empresa ter uma margem de lucro maior. Já falamos aqui no blog sobre como escolher os fornecedores para sua empresa. Acesse!

Dicas rápidas para a Black Friday

#1 | Faça descontos progressivos.

Se o cliente comprar um produto ou serviço, ofereça uma porcentagem X de desconto. Mas se ele comprar dois ou mais itens, você pode considerar aumentar esse percentual.

Mas, não se esqueça que oferecer descontos aleatoriamente poderá colocar em risco a saúde financeira da sua empresa. Por isso, ter um bom controle de seus custos e margens será importante para definir a viabilidade do desconto em determinada categoria de produto.

#2 | Pense nas vendas futuras.

Tenha em mente que, se uma pessoa já comprou com você, é interessante fidelizá-la para que ela continue comprando e até mesmo indique a sua marca para outras. Por isso, vale desde criar um voucher até dar um desconto para uma próxima compra (como a que ela pode fazer no Natal!).

Não se pode desprezar o fato de que é nessa tão aguardada sexta-feira que a mídia espontânea gerada pode tornar sua micro ou pequena empresa conhecida por um público mais amplo.

#3 | Ofereça condições de pagamento melhores na data.

Garanta o maior parcelamento sem juros que puder, dê desconto para quem pagar à vista, entre outros. Mas lembre-se de fazer os cálculos necessários para não sair no prejuízo.

#4 | Não se esqueça da Cyber Monday!

Na segunda-feira pós-Black Friday, as pessoas ainda estão em busca de ofertas, principalmente de produtos ou serviços complementares àqueles que adquiriram na véspera. Por isso, continue com as promoções!

Com essas dicas, é possível aproveitar ao máximo a Black Friday e alavancar as vendas no final do ano da sua empresa. Não perca essa oportunidade! E caso precise de um reforço no fluxo de caixa, saiba que pode contar com o BDMG. Faça uma simulação agora!

Nova call to action

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários