Programas de fidelidade: como utilizar para manter seus clientes

Equipe BDMGEquipe BDMG - 25 de Agosto de 2021.

Você já ouviu falar em programas de fidelidade ou clubes de benefícios, certo? Mas você sabia que pode utilizar a mesma lógica em seu negócio para aumentar suas receitas e aumentar a satisfação de seus clientes? Confira as dicas do BDMG Orienta.


Os primeiros programas de fidelidade surgiram no início do século XIX nos Estados Unidos e eram bem diferentes das promoções que conhecemos hoje. Os programas de fidelidade como conhecemos hoje foram lançados na década de 80, sendo as companhias aéreas as grandes responsáveis pela expansão do conceito. 

Você certamente já ouviu alguém falar sobre os programas de milhagem ou de pontos aéreos. O sistema é simples, a cada voo que um passageiro realiza, pontos são acumulados. Esses pontos podem então ser trocados por outras passagens ou benefícios especiais como upgrade de classe, por exemplo. 

Essa mesma dinâmica das companhias aéreas pode ser adaptada para seu negócio, com o objetivo de fidelizar os clientes existentes e conquistar novos públicos.

Como criar uma estratégia de fidelidade? 

Não há como negar que o brasileiro gosta de descontos, isso é algo cultural. No entanto, com custos fixos e insumos cada vez mais elevados, oferecer descontos pode não ser uma opção viável para muitos negócios. 

Considere então que o mesmo cliente que pede descontos possa, ao invés de fazer uma única refeição em seu restaurante, fazer 8 ou 10 refeições em um determinado período. As margens para oferecer um desconto aumentam, não é mesmo? 

Esse é justamente o ponto positivo de um programa de fidelidade: uma relação de ganha-ganha. Você não precisa conceder descontos e seu cliente também terá a sensação de que está um fazendo um bom negócio.

Existem diferentes tipos de programas de fidelidade, sendo o mais comum o exemplo citado acima. Mas também existem os programas que geram pontos a cada compra conforme o valor gasto pelo cliente, programas que presenteiam os clientes com brindes e outros.

Para definir qual estratégia melhor se adapta ao seu negócio, você precisa identificar o custo de seu produto ou serviço e então analisar se é possível oferecer um desconto total após um determinado número de compras ou se é mais interessante oferecer um presente especial. 

Lembre-se de que para o programa de fidelidade funcionar, o cliente precisa perceber que sua fidelidade será reconhecida para então decidir voltar ao seu estabelecimento sempre que precisar daquele item ou serviço.

Você está preparado para fidelizar clientes? Clique e responda nosso Quiz!

A tecnologia pode te ajudar! 

Antes da tecnologia, os programas de fidelidade eram baseados em selos, carimbos ou pedaços recortáveis de caixas de pizza. Com a tecnologia disponível atualmente, você pode não só criar um programa de fidelidade digital (através do número do CPF, por exemplo), mas também aproveitar a oportunidade para cadastrar o seu cliente em sua base de dados e ter informações úteis e importantes ao seu alcance.

Com as informações de seu sistema, você pode, por exemplo, checar quais são os clientes que fazem aniversário naquele dia ou mês para poder parabenizá-los. 

Além disso, você também pode identificar quais são os produtos mais comprados por um determinado cliente, podendo avisá-los sempre que aqueles itens entrarem em promoção.

Uma recomendação importante que não podemos esquecer: ao realizar o cadastro dos seus clientes certifique-se de obter permissão para futuras comunicações. Dessa forma, você garante que as atividades de marketing e vendas estejam de acordo com a LGPD

Você gostou desse conteúdo? Clique no final da página para assinar a newsletter do BDMG Orienta e receba mais conteúdos relevantes para seu negócio e empreendimento.

bdmg-pronampe-cadastro-2021

Já fez uma simulação de empréstimo?

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários