Gestão financeira: você sabe precificar seus produtos?

Equipe BDMGEquipe BDMG - 13 de Julho de 2021.

Entender como funciona a formação de preços e saber como precificar corretamente seus serviços ou produtos é uma das bases de uma gestão financeira eficiente. A dúvida é sempre: quanto cobrar pelos meus produtos ou serviços?

Todo empreendedor já passou pela mesma situação pelo menos uma vez na vida e, geralmente, ao abrir sua empresa. Por isso, nesse artigo, vamos mostrar dicas para precificar seus serviços ou produtos.
Prepare-se e boa leitura!

A “regra” dos três pilares

Se você não sabe quanto cobrar pelo que sua empresa oferta, tenha sempre em mente que deve levar em consideração três pilares na elaboração dos preços:

  • seu preço ideal deve cobrir todos os custos e despesas;
  • deve ser competitivo;
  • você deve ter um preço melhor que o da concorrência.

É claro que, quando falamos em precificação, existem diversos fatores que podem influenciar nesses três pilares. E quando falamos em “regra”, é só um lembrete de que você deve sempre levá-la em consideração, mesmo que tenha que ajustar e/ou buscar alternativas para encontrar o preço ideal.

preco-produtos

Com isso, você deve ter em mente que, para garantir uma boa gestão financeira de seu negócio, seu preço mínimo deve levar em consideração seus custos e despesas. É, também, necessário conhecer seu nicho de mercado, público-alvo e os diferenciais que seu produto ou serviço oferece dentro das variedades disponíveis no mercado.

Como seu negócio se posiciona no mercado?

Exatamente. Você não leu errado: os preços também refletem o posicionamento do seu negócio no mercado e o tipo de público que você quer atingir.

É muito comum que algumas empresas optem por cobrar mais caro por seus produtos para indicar um posicionamento de exclusividade e/ou luxo. Assim, os consumidores passam a adquirir esses produtos ou serviços como demonstração de status.

Avalie bem qual é o posicionamento que sua empresa terá, pois esse pode ser um fator determinante no sucesso de seus negócios.

Entenda o mercado

Quem dita as regras do jogo é o mercado e os clientes. É preciso avaliar, e se for o caso, acompanhar a faixa de preços estabelecida pelo mercado.

É claro que os clientes não levam somente o fator preço na hora da compra, mas se você precificar produtos muito acima do mercado, sem uma boa justificativa, é bem provável que a concorrência saia na frente nessa disputa.

experiencia-do-cliente

Aposte na fidelização de clientes

Além de saber o quanto cobrar, é preciso entender que clientes fiéis divulgam seu negócio de forma orgânica e voltam sempre a comprar com você. Isso porque enxergam em seu negócio vantagens, sejam essas nos preços, no atendimento, ou outros fatores.

Manter uma boa relação com seus clientes e torná-los clientes recorrentes pode facilitar, também, a gestão financeira do seu negócio e tornar as coisas um pouco mais fáceis na hora de precificar produtos.

Entenda o que é lucro!

Você deve ter em mente sempre que o seu lucro é o valor que sobra depois de descontados os custos e despesas da sua receita bruta.

Um dos maiores problemas para as empresas, principalmente as que estão começando agora e querem precificar produtos de forma que tenham grandes lucros imediatos, é que, geralmente, há uma margem de lucro “padrão” no mercado. Mesmo assim, quando se opta por ter maior lucro e deixar de lado a experiência do cliente, sua empresa pode acabar perdendo-o para a concorrência.

Para evitar esse tipo de situação, invista em relações de longo prazo e, como falamos acima, na fidelização de clientes quando for decidir quanto cobrar.

o-que-e-lucro

Como calcular o preço do meu produto?

Primeiro, você deve entender qual é o custo total do seu produto. Esse não é somente o valor que você paga para seu fornecedor e sim a soma desse valor com as despesas fixas, variáveis e outros fatores que influenciam no funcionamento de sua empresa. Em nosso exemplo, vamos levar em consideração um custo total de R$ 100,00.

Em seguida, com sua avaliação de mercado, você chegou à conclusão de que quer ter um lucro real de 25% sobre a venda desse produto.

Quanto você tem que cobrar pelo seu produto para ter esse lucro? A fórmula é simples:

PV = CT / 1 - L

O PV é o preço de venda que você quer descobrir.
O CT é o custo total, que falamos anteriormente e você deve saber para realizar esse cálculo.
L é o lucro real que você deseja ter.

Fazendo as contas:

PV = 100 / 1 - 0,25
PV = 100 / 0,75
PV = 133,33

Esse é o preço de venda ideal para o seu produto segundo essa fórmula básica. É claro que você pode ajustar, de acordo com suas análises e o mercado, mas esse já é um primeiro passo para saber quanto cobrar por seus produtos ou serviços.

Agora que você já aprendeu como precificar produtos ou serviços, que tal investir no seu negócio para crescer cada vez mais?

No BDMG Digital, você encontra crédito empresarial para o capital de giro que sua empresa precisa para continuar funcionando e opções de crédito para melhorar a gestão financeira do seu negócio.

pronampe-cadastro-2021

Já fez uma simulação de empréstimo?

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários