3 fatores para ter consciência financeira e tomar melhores decisões

Equipe BDMGEquipe BDMG - 18 de Dezembro de 2018.

Você já parou para pensar na importância da educação financeira para os empreendedores mineiros?

Como você sabe, gerir o próprio negócio é uma missão difícil, pois diariamente é preciso superar desafios e estudar estratégias para manter a empresa produtiva e rentável.

Dentre as inúmeras responsabilidades de um empreendedor, manter as finanças organizadas é uma das que mais exige dedicação, estudo e disciplina. Afinal, uma empresa com dificuldades para se organizar financeiramente já está em desvantagem em relação aos seus concorrentes.

No entanto, quando se tem uma compreensão adequada sobre os principais conceitos financeiros e o empenho em buscar conhecimento, informação e orientação para realizar a gestão financeira do negócio, é possível construir a base para um futuro empresarial seguro.

Por isso, é fundamental entender qual a importância da consciência financeira para ter um bom andamento do seu negócio.

O que é consciência financeira e qual sua importância?

Consciência financeira é ter o conhecimento essencial para tomar decisões estratégicas a respeito do dinheiro da sua empresa.

Mas o que isso significa de verdade? Isso quer dizer que você precisa entender alguns conceitos, como administração do fluxo de caixa e controle do estoque, para gerenciar e controlar todo o fluxo de dinheiro do negócio e, a partir disso, tomar as melhores decisões para a empresa.

Reflita: você sabe quanto entra e sai de dinheiro do seu caixa todos os dias?

A partir do momento em que você empreendedor tem consciência das finanças presentes na sua empresa, você consegue lidar com as dívidas de uma forma mais planejada e sem desespero.

É impossível controlar suas finanças se você não tem a noção exata de como é gasto o dinheiro dentro da sua organização.

Por isso, ser consciente financeiramente é importante pois, possibilita, além de ter um melhor controle sobre as dívidas, tomar decisões que auxiliem no crescimento e desenvolvimento da sua empresa.

Por exemplo: implementar um software que auxilie na gestão de estoque pode ser uma boa decisão estratégica pois, com uma ferramenta automatizada, é possível identificar facilmente o produto que tem maior demanda e, com isso, você consegue ter uma previsibilidade maior de todos os seus produtos no estoque.

Entretanto, existem alguns passos que precisam ser seguidos para que sejam tomadas decisões assertivas (e não precipitadas) no seu negócio:

  1. Tenha uma percepção geral sobre a situação;
  2. Identifique e analise o problema;
  3. Após diagnosticar o problema, busque alternativas de solução;
  4. Implemente a alternativa que trará o melhor resultado possível para o negócio.

Sendo assim, além de saber como cuidar das finanças da empresa e tomar as melhores decisões, você precisa conhecer quais são os principais conceitos financeiros para atingir um nível maior de consciência e, com isso, realizar uma gestão financeira eficiente da sua empresa.

Gestão financeira para micro e pequenas empresas: como realizar?

Para assegurar o bom andamento da sua empresa, é preciso conhecer alguns conceitos financeiros para que, com eles, você se torne mais consciente para gerir seu negócio. Veja abaixo!

GESTÃO DE CUSTOS

A gestão de custos é um conceito estratégico para uma empresa pois, para precificar adequadamente seu produto, é necessário conhecer todos os custos envolvidos em sua produção.

Para isso, é importante saber definir os custos fixos e variáveis de seu negócio e manter o registro de todos os gastos, uma vez que isso garante que seja possível identificar desperdícios e setores que necessitam de mais investimentos.

Esse controle de gastos irá fornecer informações relevantes sobre a rentabilidade e desempenho da empresa e auxiliará no seu planejamento financeiro, pois você terá uma visualização de todos os custos presentes no seu negócio.

ADMINISTRAÇÃO DO FLUXO DE CAIXA

Em momentos de calmaria, a gestão adequada do fluxo de caixa é a chave para a rentabilidade. Já, em tempos difíceis, é a chave para a sobrevivência do seu negócio!

Administrando seu fluxo de caixa você garante um controle maior das contas da sua empresa. Além disso, é possível fazer uma previsão das entradas e saídas para determinado mês e identificar quais atividades demandam mais capital.

Os dados retirados de uma análise de fluxo de caixa são valiosos para embasar a tomada de decisão da sua empresa, visto que você conhece os históricos de receitas e despesas e pode avaliar o melhor momento para realizar investimentos, como recorrer a um empréstimo para capital de giro.

CONTROLE DO ESTOQUE

Controlar o estoque significa monitorar os produtos armazenados para garantir que as demandas serão atendidas sem haver excessos e prejuízos.

É preciso sempre levar em consideração que produtos parados no estoque representam dinheiro parado. Por isso, é importante que você realize uma gestão de estoque adequada para que tenha uma boa rotatividade dos produtos.

Com um estoque organizado, além de ficar ciente de toda a movimentação dos produtos, sua empresa consegue detectar onde vale a pena fazer um investimento, seja na compra de matéria-prima ou, até mesmo, na aquisição de máquinas e equipamentos que aumentem a produção.

Com esses conceitos colocados em prática, é possível gerir seu negócio de uma forma mais consciente. Fique por dentro de conteúdos exclusivos do BDMG sobre educação financeira, assine nossa newsletter para recebê-los diretamente no seu e-mail.

Nova call to action

Já fez uma simulação de empréstimo?

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários