Será que está na hora de abrir uma nova unidade?

Equipe BDMGEquipe BDMG - 8 de novembro de 2018.

Toda empresa tem uma história diferente, com objetivos distintos, assim como variadas razões para buscar crédito. No caminho do crescimento, muitos negócios buscam financiamentos para abrir uma nova unidade, quando percebem que o lucro está crescendo e a demanda aumentou ou mesmo ao identificar um mercado geográfico em potencial — seja em novos bairros, cidades e até estados.

Assim como a busca por crédito deve ser planejada e organizada, abrir uma nova unidade também exige estruturação por parte do empreendedor. Podemos dividir esse processo em duas etapas: organização da sua estrutura atual e da estrutura da nova loja.

Como planejar a expansão da sua empresa

Para ter certeza de que é hora certa de expandir, um empreendedor primeiro precisa se certificar de que sua primeira unidade está consolidada e gerando receita para se manter e ajudar na estruturação da nova. Afinal, essa nova unidade não será capaz de faturar o suficiente para se manter sozinha nos primeiros meses, então é importante que as finanças do negócio estejam em dia.

Abrir uma nova unidade também significa que você quer ampliar o raio de atuação da sua empresa, atingir novos mercado e ampliar seu público consumidor. Não abra uma filial apenas porque ela parece ser o próximo passo natural para o crescimento. Muitas vezes você pode usar um financiamento para otimizar ainda mais os resultados da sua loja atual. 

Leve em consideração também as condições do mercado externo: será que as condições econômicas e do seu setor estão favoráveis para a abertura e crescimento da sua segunda unidade?

Se tudo estiver organizado, está na hora de planejar a nova unidade:

1. Estude a nova região

Aqui você precisará “bater perna” para, primeiro, analisar o melhor local e também entender o ambiente em volta: possíveis concorrentes, se há grande movimentação de consumidores, acesso fácil e outros detalhes que irão influenciar o desempenho da sua nova loja. Conversar com outros empreendedores nas proximidades dará uma visão de como é a dinâmica e hábitos de quem frequenta a região. 

2. Analise os imóveis

Faça uma lista daqueles locais que irão oferecer a estrutura que você precisa e os gastos que você terá com aluguel, reformas e adaptações. Combine todas as variáveis para chegar àquela escolha que traz o melhor custo-benefício. 

3. Coloque todos os gastos no papel

Nova equipe, estoque, reforma… coloque os gastos no papel e veja se será possível financiar todo o processo com o faturamento atual da empresa — lembrando que você não pode desfalcar o negócio apenas para tornar realidade o projeto da segunda unidade. Em muitos casos, é melhor procurar um financiamento para ajudar as duas lojas a prosperar. 

4. Estruture a nova dinâmica administrativa

Com uma nova unidade sua empresa cresce, mas crescem também as atribuições e funções. A análise e gestão financeiras precisam continuar eficientes para as duas lojas, trabalhando em conjunto. Se preciso, delegue papéis estratégicos para colaboradores de confiança. 

5. Não negligencie

Em teoria, um empreendedor abre uma nova unidade quando entende que a empresa é capaz de sustentar uma expansão. Portanto, não negligencie a dedicação a nenhuma das lojas. Para ter sucesso, elas precisam trabalhar em conjunto para enfrentar desafios. 

Caso você identifique que sua empresa vai precisar da ajuda de um financiamento para abrir uma segunda unidade com segurança, fique tranquilo! Criamos um Guia Completo para o Crédito Consciente. Basta clicar abaixo!

Nova call to action

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários