Saiba como avaliar os fornecedores da sua empresa e ter uma relação eficaz

Equipe BDMGEquipe BDMG - 19 de Julho de 2019.

No momento em que se abre um negócio, é muito importante contar com fornecedores eficientes, que consigam suprir todas as demandas para que sua empresa possa obter resultados favoráveis.

Geralmente, bons fornecedores tem um perfil similar: prestam um bom atendimento, têm bons preços, são flexíveis e sempre prezam pela qualidade, agilidade e capacidade de produção. Por isso, é essencial realizar uma pesquisa profunda para encontrar o fornecedor ideal para o seu negócio.

Mas, como avaliar o fornecedor certo para minha empresa?

A escolha errada de um fornecedor pode causar diversos problemas no negócio: a imagem dele perante ao mercado e a dependência da sua empresa em relação ao que é fornecido, podem ser determinantes para o sucesso dessa relação.

Realizar uma avaliação dos fornecedores se torna fundamental para contratar o que mais combina com o perfil da sua empresa e, assim, estabelecer um relacionamento duradouro para evitar problemas futuros.

Avaliação dos fornecedores para pequenas empresas: como realizar?

Você já estabeleceu uma relação com um fornecedor e, mais tarde, percebeu que fez a escolha errada? Ou que o nível de qualidade, atendimento e comunicação não eram os níveis esperados para os processos da sua empresa?

As incompatibilidades entre as necessidades da sua empresa e as ofertas do fornecedor podem causar vários custos, atrasos, retrabalhos e até prejudicar a reputação da sua empresa.

Por isso, veja os 10 C’s para realizar uma avaliação eficaz de seus fornecedores:

  1. Competency (Competência);
  2. Capacity (Capacidade);
  3. Commitment (Compromisso);
  4. Control (Controle);
  5. Cash (Dinheiro)
  6. Cost (Custo)
  7. Consistency (Consistência)
  8. Culture (Cultura)
  9. Clean (Limpeza)
  10. Communication (Comunicação)

Dificilmente um fornecedor se destacará nos 10 itens, talvez ele será forte em alguns e fraco em outros, e você pode usar isso na negociação, principalmente se os pontos fracos do fornecedor representarem riscos significativos para sua empresa.

Veja quais são os pontos relevantes de cada um deles:

Competência

Primeiramente, é importante avaliar se o seu fornecedor é competente. Faça uma análise profunda das capacidades do fornecedor e veja o que os outros clientes pensam sobre ele:

  • Os clientes atuais do fornecedor estão felizes?
  • Quais problemas eles têm?
  • E se você conhecer ex-clientes, porque eles mudaram de fornecedor?

Capacidade

O fornecedor precisa ter uma capacidade de produção suficiente para lidar e suprir as demandas da sua empresa. Com que rapidez ele será capaz de atender as solicitações e prover os produtos, serviços ou processos de acordo com as necessidades da sua empresa?

Compromisso

Seu fornecedor precisa fornecer evidências de que está comprometido com altos padrões de qualidade. Busque fornecedores que tenham iniciativas de qualidade dentro da organização, como ISO 9001 e Six Sigma.

Se você procura uma relação de longo prazo, é necessário que o seu fornecedor apresente o compromisso contínuo em atender sua empresa da melhor forma possível.

Controle

Nessa etapa, é importante consultar quanto controle esse fornecedor tem sobre suas políticas, processos, procedimentos e cadeia de suprimentos.

Como o fornecedor garantirá que seus produtos ou serviços sejam entregues de maneira consistente e confiável?

Mesmo que ele possua algum software de controle, é essencial que o fornecedor mantenha um gerenciamento completo sobre todas fases do processo, desde a solicitação inicial, até a entrega.

Dinheiro

Seu fornecedor deve estar em boa saúde financeira.

Empresas com caixa positivo estão em uma posição muito melhor para enfrentar os altos e baixos de uma economia incerta. Por isso, avalie se o seu fornecedor está sobrecarregado financeiramente ou se ele possui solidez financeira.

Custo

Como em toda avaliação, o custo do produto ou serviço oferecido também é um ponto a ser considerado, mas não deve ser determinante para sua escolha.

Isso porque existem outros fatores, como o comprometimento com a qualidade, que afetam muito mais o seu negócio do que o custo, especialmente se o seu fornecedor for um parceiro fundamental para o sucesso da sua empresa.

Mas, para manter o fluxo de caixa da sua micro ou pequena empresa saudável, pesquise o fornecedor que apresente essas duas peculiaridades: qualidade e custo.

Consistência

Ninguém pode ser perfeito o tempo todo.

No entanto, o fornecedor deve ter processos e metodologias para garantir a consistência e a conformidade com o padrão que foi acordado inicialmente.

Seu fornecedor sempre entrega um serviço ou produto de qualidade, independentemente da demanda da sua empresa?

Cultura

As melhores relações de negócios acontecem quando as duas partes compartilham valores semelhantes.

Por exemplo, se o valor mais importante da sua organização é a qualidade, e seu principal fornecedor se preocupa mais com o cumprimento do prazo, essa incompatibilidade podem significar que ele está disposto a entregar produtos/serviços de uma forma que pode ser inaceitável para você e sua empresa.

Por isso, conhecer a missão e os valores do possível fornecedor é uma boa prática para analisar quais princípios vocês compartilham.

Limpeza

Nesse tópico, não falaremos sobre 5S, mas sobre sustentabilidade. O que o seu fornecedor faz para contribuir com um ambiente mais sustentável para a sociedade? Ele cumpre as leis e requisitos ambientais?

Esse é um ponto importante a ser avaliado para a reputação da sua empresa, principalmente se o seu negócio tem um viés ambiental ou social.

Comunicação

Consulte como o fornecedor planeja se manter em contato com você:

  • Quais são os canais de comunicação disponíveis?
  • Com que rapidez você será notificado se houver alguma interrupção no suprimento?
  • Quem será a pessoa de contato nesta empresa?

Após considerar todos esses pontos, é recomendável a criação de um cadastro com mais de um fornecedor por produto/serviço, para que não haja a dependência de uma única empresa e o risco de desabastecimento.

Se você tem um fornecedor complicado e, mesmo depois de seguir essas dicas, a relação permanecer difícil, não pense duas vezes: busque outro fornecedor. Por mais que haja o desejo de manter a parceria, seu negócio deve ser a prioridade.

Para complementar sua leitura, veja esse vídeo, produzido pela equipe do SEBRAE, e saiba como administrar e construir bons relacionamento com seus fornecedores.

 

 

Observe e analise cada fornecedor e se precisar de apoio financeiro para ampliar suas compras com fornecedores, conte com o BDMG e saiba como solicitar crédito de forma consciente.

Nova call to action

Já fez uma simulação de empréstimo?

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários