Essa empresa farmacêutica usou crédito para continuar inovando

Equipe BDMGEquipe BDMG - 29 de Outubro de 2018.

R$ 81,49 bilhões. Esse é o valor que as empresas brasileiras investiram em inovação, segundo a Pesquisa de Inovação (PINTEC), realizada de três em três anos e divulgada em 2017, avaliando o período entre 2011-2014. Esse investimento se deu principalmente em aquisição de máquinas e equipamentos (41,1%) e atividades internas de pesquisa e desenvolvimento (30,3%).

O número pode impressionar, mas para especialistas foi aquém do potencial brasileiro, o que mostra que há ainda muito espaço para investir em projetos inovadores. Enquanto as iniciativas de pesquisa e desenvolvimento corresponderam a 0,61% do PIB, esse percentual ultrapassa 1% em países como França (1,45%), Alemanha (1,95%) e Suécia (2,11%).

Muitas empresas brasileiras estão investindo em inovação e mostrando o verdadeiro potencial do país. Em Minas Gerais, temos um bom exemplo no mercado farmacêutico, o Grupo Citopharma. Para lançar novos produtos, a empresa precisou investir em equipamentos para a modernização das áreas produtivas e aprovação e registro junto à Anvisa.

Para conseguir isso e continuar sempre oferecendo produtos inovadores e de qualidade, o Grupo contou com o crédito BDMG para inovação.

A importância do crédito para a inovação em minas gerais

Durante um projeto de desenvolvimento de sete produtos, o Grupo Citopharma precisou recorrer a um financiamento e encontrou no BDMG os juros mais atrativos. “Além de termos registrado os sete produtos na Anvisa, conseguimos comprar equipamentos e contratar serviços imprescindíveis para a Citopharma“, afirma Jacqueline Casula, Diretora da Citopharma. “Se os juros do Banco fossem altos, não teríamos conseguido alcançar todos esses marcos e conquistas. Foram registrados cinco produtos inéditos e dois que somos os únicos a ter em Minas.”

Além disso, o Grupo conseguiu treinar colaboradores e contratar pessoas especializadas para atuar na produção desses novos produtos, o que levará ao crescimento do negócio.

Para Jacqueline, o segredo de um bom financiamento passa pela organização. “O processo de financiamento precisa ser muito bem planejado. Não basta pedir recursos se não há projeto bem desenhado e se a empresa não tem maturidade suficiente para executá-lo”, afirma.

Boas ideias contribuem para a diversificação da economia, com a geração de mais e melhores empregos. Se a sua empresa precisa de apoio financeiro para seguir em frente e tornar realidade um projeto de inovação, conte com o BDMG. Clique aqui para encontrar a linha de crédito mais adequada para a sua empresa.

Quer receber mais cases de inovação e sucesso em Minas Gerais? Assine nossa newsletter abaixo.

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários