Dupla dinâmica: diferenciando RH e departamento pessoal

Equipe BDMGEquipe BDMG - 14 de Junho de 2019.

Desenvolver e cuidar das pessoas de uma empresa não é uma tarefa simples, afinal é preciso lidar com a complexidade dos sentimentos e comportamentos humanos e também com as obrigações e desafios de contratar o colaborador ideal para a organização. Para dar conta disso, há dois importantes setores que os negócios muitas vezes não conseguem diferenciar: o de recursos humanos e o departamento pessoal.

Os dois são como uma dupla dinâmica — o Batman e Robin do desenvolvimento e manutenção dos funcionários — que trabalham em conjunto, mas com funções diferentes.

Como diferenciar departamento pessoal e recursos humanos

Antes de diferenciar, vamos deixar claro a grande semelhança entre departamento pessoal (DP) e recursos humanos (RH): ambos fazem a gestão das necessidades e desenvolvimento da parte humana de uma empresa: seus colaboradores.

Historicamente, o DP surgiu primeiro e cuidava das relações entre uma empresa e seus empregados. Ele fazia a gestão da parte processual de encontrar, contratar e pagar os salários e benefícios de cada novo funcionário.

Só depois da década de 1980 começaram as discussões sobre como tornar o papel desse setor mais estratégico para o desenvolvimento da equipe e consequentemente da empresa.

Assim surgiu o departamento de RH, responsável por selecionar as pessoas com perfis compatíveis com a estrutura da empresa e o cargo; desenvolver o potencial de cada um deles; cultivar as lideranças e a cultura organizacional e manter todos motivados.

Para ser mais direto e objetivo: o DP cuida da parte burocrática das relações trabalhistas, enquanto o RH fica responsável pelo desenvolvimento da equipe. Veja abaixo uma lista de algumas dessas atribuições e responsabilidades.

A importância dos Recursos Humanos

  • Criar e difundir a cultura organizacional;
  • Recrutar e selecionar pessoas;
  • Integrar os novos colaboradores;
  • Criar planos de carreira;
  • Realizar avaliações de desempenho;
  • Manter um banco de talentos;
  • Levantar as necessidades para treinamentos e capacitações;
  • Fazer pesquisas e manter o clima organizacional sempre positivo;
  • Desenvolver lideranças;
  • Criar e manter programas de trainee, estágio e desenvolvimento.

A importância do departamento pessoal

  • Contratar os colaboradores;
  • Realizar o eSocial e outros registros legais;
  • Fazer a folha de pagamento contabilizando férias e 13° salário;
  • Administrar benefícios;
  • Prevenir passivos trabalhistas;
  • Realizar a demissão ou rescisão de contratos;
  • Calcular indenizações e rescisões;
  • Recolher encargos legais;
  • Contratar colaboradores terceirizados;
  • Registrar movimentações internas;
  • Atender reclamações trabalhistas;
  • Cuidar da saúde e segurança no trabalho;
  • Fazer auditoria trabalhista.

Apesar de papéis diferentes, é muito importante que os dois departamentos estejam em sintonia, assim é possível que a empresa tome decisões mais certeiras sobre sua equipe.

Exemplo: o departamento pessoal precisa demitir um funcionário ao perceber que os custos estão muito elevados para empresa; ele então conversa com o RH para entender quais são os membros que não estão com boa performance ou já apresentaram problemas anteriores para fazer o melhor desligamento possível dadas as condições.

Portanto, mantenha esses dois departamentos unidos, delimitando bem a dinâmica e função de cada um deles, para que, assim, eles consigam ajudar da melhor forma no desenvolvimento do negócio. Em muitas empresas, inclusive, ambos estão dentro do mesmo setor, trabalhando de forma alinhada.

No BDMG Orienta, você encontra conteúdos exclusivos que ajudam no crescimento do seu negócio. Por isso, assine nossa newsletter preenchendo o formulário abaixo e conte com a gente se precisar de um apoio financeiro.

Nova call to action

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários