Em quais momentos uma ligação para o cliente faz a diferença?

Equipe BDMGEquipe BDMG - 26 de Junho de 2019.

Na hora de interagir com seus clientes, uma empresa precisa manter um relacionamento consistente: usar todos os canais possíveis e que fazem sentido com o seu público. Mas, ultimamente, os negócios têm se dedicado intensamente às mídias sociais e ferramentas online — como e-mails e chats — se esquecendo da importância do atendimento telefônico.

Uma ligação bem-feita pode ser usada para diferentes objetivos:

  • Resolver uma crise ou problema de um cliente;
  • Desenvolver o relacionamento com um cliente potencial, oferecendo algum tipo de consultoria ou conteúdo interessante;
  • Fechar vendas;
  • Fazer cobranças e negociações com clientes inadimplentes;
  • Fazer pesquisas de satisfação e opinião para melhorar a performance da sua empresa.

Como fazer uma boa ligação telefônica ao cliente?

Devido ao grande número de reclamações de pessoas contra ligações indesejadas de empresas, é comum pensar que as ligações servem somente para irritar clientes potenciais. Mas isso é uma verdade apenas para contatos telefônicos malfeitos.

Uma ligação telefônica bem-feita pode trazer mais resultados do que uma interação por uma mídia social, por exemplo. Tudo depende da situação. Algumas das principais qualidades de um telefonema são:

  • Você tem a atenção da pessoa por um espaço de tempo — preferencialmente breve, mas focado e produtivo;
  • Há uma facilidade maior para os dois lados se expressarem;
  • Usada nos momentos corretos, ela mostra que a empresa se importa e está disposta a ouvir;
  • É um canal que possibilita oferecer e conseguir conhecimento em forma de consultoria e feedback respectivamente.

A ligação é um canal mais pessoal, que lembra proximidade e deve primar em resolver o objetivo que foi estabelecido antes de começá-la, no menor tempo possível. Neste texto, produzido pela equipe do Agendor - um sistema de CRM (gestão de relacionamento do cliente) — você pode conhecer algumas dicas de como prospectar clientes por meio de um contato telefônico.

Além disso, listamos abaixo os principais momentos em que você deve considerar um telefonema ao invés de outro tipo de interação:

#1 | Quando uma pessoa extremamente qualificada — que se encaixe no seu perfil de público-alvo — entra em contato de alguma forma com sua empresa;

#2 | Para resolver algum problema ou crise que tenha chegado a um ponto extremo e precise ser resolvido rapidamente;

#3 | Para entender algum problema ou dúvida que seja mais complexa e seja mais fácil solucionar conversando com o indivíduo;

#4 | Quando a empresa precisa desenvolver o relacionamento com o cliente, oferecendo qualquer tipo de conhecimento que possa o aproximar de uma compra, principalmente se, por meio de uma nutrição de leads, você já entende um pouco mais da necessidade dele;

#5 | Sempre que você conhecer o suficiente do cliente para tornar a experiência o mais personalizada possível (não faça ligações frias e padronizadas).

Portanto, não descarte uma ligação. Quando feita de forma correta, ela é uma ótima ferramenta de relacionamento e traz ainda mais resultados quando combinada com estratégias digitais. Estude seus leads e clientes e não tenha medo de tirar o fone do gancho.

Além de um bom contato telefônico, é preciso que você conheça outros conceitos que podem auxiliar no desenvolvimento do seu negócio e devem ser aprimorados sempre que possível.

ebook-glossario-financeiro

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários