Como exportar em um pequeno negócio: veja 3 passos essenciais.

Equipe BDMGEquipe BDMG - 14 de Agosto de 2019.

Sua empresa prosperou e já tem estabilidade, e você sente que precisa expandir e começa a pensar em exportar os seus produtos, só que não faz ideia de como iniciar… Se você está nessa situação, fique atento, pois preparamos alguns passos importantes para sua empresa ingressar nessa nova etapa.

Segundo estudo “As Micro e Pequenas Empresas nas Exportações Brasileiras” divulgado pelo SEBRAE, o Brasil contou com 8.863 MPEs exportadoras em 2017 (40,8% do total), sendo 3.856 microempresas (44% do total) e 5.007 pequenas empresas.

Saber como exportar seus produtos é fundamental, pois garante à sua empresa o aumento da produtividade, melhoria na qualidade do produto, diminuição da carga tributária e, principalmente, uma diversificação de mercados.

Veja 3 passos essenciais para planejar e preparar sua empresa para a exportação de seus produtos:

PASSO 01:

Analise a viabilidade da exportação para sua empresa

Mesmo que esteja funcionando tudo bem, faça uma análise aprofundada de todas as áreas do seu negócio, principalmente aquelas relacionadas à fabricação de produtos, colaboradores e vendas. Dessa forma, você entenderá se sua empresa pode suportar esse novo passo ou se será necessário realizar novos investimentos.

Dentre os pontos principais, é importante:

  • verificar a capacidade de exportação da sua empresa;
  • consultar as barreiras tarifárias e não-tarifárias;
  • elaborar um plano de internacionalização;
  • verificar se o preço de exportação do produto é competitivo.

A possibilidade de inserir sua empresa no comércio exterior precisa estar presente em seu plano de negócios. É importante que você tenha fôlego suficiente para tomar essa decisão.

Por isso, faça um cronograma para melhorias como expansão de fábrica, alteração nos processos produtivos e de gestão, e desenvolvimento de embalagem para o outro mercado específico. Envolva sua equipe de trabalho para entender o quanto é importante essa estratégia.

PASSO 02:

Escolha um mercado apropriado para trabalhar.

Antes de começar a exportar seus produtos, o empreendedor deve conhecer o país com o qual terá que lidar. É preciso conhecer as relações comerciais desse país, principalmente com o Brasil, e ficar atento ao seu sistema tarifário e estrutura tributária.

Faça uma pré-seleção e um estudo profundo dos países que poderão receber seus produtos: quais são os seus pontos fortes e fracos, qual é a concorrência e a cultura do país. Essa pesquisa é essencial para você não cometer erros.

Para facilitar a realização desse estudo, os empreendedores podem acessar o site Invest & Export Brasil — um guia de comércio exterior e investimento.

Se a forma de comercialização do seu produto for Direta, você fará todo o processo de exportação, desde os contatos com o importador até a conclusão da operação de venda. Se for pela forma Indireta, você utilizará os serviços de uma empresa que será responsável por encontrar compradores em outros mercados.

Com essa análise dos mercados-alvo, o empreendedor já tem noção sobre as taxas que serão aplicadas sobre o valor de seu produto e isso facilita a definição do preço.

Outro ponto importante é a formação do preço para exportação, um aspecto decisivo para a conquista e a permanência em um mercado.

Quando você determinar a quantia que será cobrada pelo seu produto, além dele ser competitivo no mercado externo e estar no mesmo patamar dos produtos locais, também deve contemplar os casos de um cenário ruim: atrasos na entrega e outros problemas podem causar prejuízos e o empreendedor deve estar preparado para arcar com esses custos.

Por isso, é indispensável fazer uma análise sob a ótica do consumo do produto, risco e potencial de lucro, uma vez que tiver identificado seu mercado-alvo. Prepare-se para atendê-los bem!

Para tornar sua empresa mais competitiva no mercado internacional, acesse o site da Apex Brasil — Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos — e conheça os serviços oferecidos que podem ajudar sua empresa.

PASSO 03:

Pesquise sobre a demanda em potencial do seu produto no país de destino.

O terceiro passo é realizar uma análise detalhada do seu produto. Não adianta o seu produto ter uma boa qualidade e não atender as normas técnicas do país de destino.

Para isso, você pode consultar o Progex — Programa de Apoio Tecnológico à Exportação — uma ferramenta tecnológica que contribui na inserção de micro e pequenas empresas no mercado internacional, oferecendo o auxílio necessário e adequando os produtos às exigências técnicas de um determinado mercado externo para que o seu negócio possa exportá-lo.

Dicas úteis

 

 

  • O Sistema Integrado de Comércio Exterior (SISCOMEX) é o instrumento informatizado por onde o governo controla o comércio exterior.
  • Registro de Exportação (RE) é o conjunto de informações comerciais, financeiras, cambiais e fiscais da operação que definem seu enquadramento.
  • Na negociação, conheça os Incoterms (Termos Internacionais de Comércio). Eles definem os direitos e obrigações do exportador e do importador, no contrato de compra e venda internacional.
  • Acesse o site do SEBRAE e conheça os documentos necessários para iniciar a exportação.
  • Para saber mais como exportar seus produtos, acesse o site “Aprendendo a Exportar” do Governo Federal.

Com essas dicas, você e sua empresa poderão se planejar para entrar com o “pé direito” no mercado internacional. Se precisar de um apoio financeiro para realizar a exportação de seus produtos, conte com o BDMG. Saiba como solicitar crédito de forma consciente em nosso ebook.

 

Nova call to action

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários