Como calcular a necessidade de capital de giro da sua empresa

Equipe BDMGEquipe BDMG - 29 de Outubro de 2018.

Empreender é tomar riscos, e o bom empreendedor sabe que é preciso conhecê-los e gerenciá-los bem, por isso a importância de se dominar não somente o seu core business (ou seja, o núcleo do seu negócio, o que você entrega aos clientes em produtos e serviços), mas também aspectos de gestão, para que seja garantida a saúde financeira da sua empresa. E daí a importância do capital de giro: ele é aquele dinheiro que faz sua empresa continuar em operação.

Ele pode ser usado para diferentes objetivos — desde pagamento de fornecedores, caixa para venda à prazo aos clientes, reposição de estoque e até para reformas e expansão da empresa.

Por isso, o empreendedor precisa saber como calcular a necessidade de capital de giro.

Como identifico a necessidade de capital de giro? 

O capital de giro serve para fazer uma empresa girar, para ela continuar suas operações. Ou seja, seu valor precisa totalizar todas as despesas que um negócio tem, mesmo que ele não tenha nenhuma receita — isso inclui pagar fornecedores, contas e segurar o caixa enquanto as compras a prazo não são pagas.

Segundo o Sebrae, geralmente o capital de giro representa entre 50 e 60% dos ativos de um negócio e pode ser calculado da seguinte forma:

Capital de giro = ativo circulante (o dinheiro em caixa e no banco, aplicações financeiras, contas a receber) - passivo circulante (pagamentos de fornecedores, contas, empréstimos)

Para saber como anda seu capital de giro e saber se as coisas estão indo bem, um empreendedor precisa ficar de olho no seu fluxo de caixa: registrar todas as saídas e entradas de dinheiro, assim como qualquer capital que esteja investido ou impossibilitado de ser usado.

Com esse monitoramento você enxerga quando esse dinheiro começa a cair ou ficar muito comprometido, o que pode significar que é melhor buscar crédito para capital de giro, evitando contrair dívidas com taxas maiores ou prejudicar o crescimento da empresa.

O empreendedor que quer manter seu capital de giro garantido, precisa tomar algumas medidas:

  • Controle o número de clientes inadimplentes e tenha uma política de cobranças constante;
  • Sempre busque reduzir custos e despesas;
  • Ajuste seu preço de venda para manter a lucratividade em dia com o crescimento da empresa;
  • Controle muito bem seu estoque, e saiba quando aumentar ou diminuir sua quantidade;
  • Entenda quanto tempo geralmente seu capital de giro dura, ou seja, quando existirão faltas ou sobras de recursos financeiros, para saber quando buscar crédito em caso de necessidade.

O capital de giro é melhor amigo do empreendedor, nos momentos bons e também nos difíceis, portanto cuide bem dele.

Capital de giro é apenas um dos muitos conceitos financeiros que um empreendedor precisa conhecer. Clique abaixo para conhecer outros NOVE!


ebook-glossario-financeiro

Já fez uma simulação de empréstimo?

Assine a Newsletter.

Posts relacionados

Comentários